quarta-feira, 22 de maio de 2019

Diretores de escolas se unem ao Projeto Campos contra o Aedes aegypti




Organizadores do projeto “Campos contra o Aedes Aegypti” se reuniram na tarde desta terça-feira (21) com gestores das escolas municipais para explicar detalhes da iniciativa. O projeto visa mobilizar estudantes no combate aos focos do mosquito transmissor de doenças como zika, chikungunya e febre amarela. A princípio, participarão 15 unidades de diferentes áreas da cidade. A próxima etapa será o treinamento dos agentes mirins.

A iniciativa é realizada pela Coordenação de Ciências da Smece, Programa Saúde na Escola (PSE) e Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), com o apoio do departamento de Animação Cultural e Bandas da Smece e do departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da secretaria de Saúde.

- Nós estamos convocando vocês para esta batalha porque confiamos no poder multiplicador dos representantes na escola. O projeto tem um objetivo pedagógico, preventivo e de combate ao vetor - ressalta Carla Sales, coordenadora de Ciências da Smece.

No “Campos contra o Aedes Aegypti”, os diretores das unidades selecionadas indicarão um auxiliar de serviços gerais, um Professor Articulador e cinco alunos que atuarão como agentes mirins de combate ao Aedes. Todos serão capacitados pelo CCZ e pela Coordenação de Ciências. Os estudantes receberão um Kit personalizado.

Claudemir Barcelos, coordenador municipal de combate às endemias, e Marcelo Rodrigues, diretor do CCZ, destacaram a importância do projeto para mobilizar e sensibilizar a escola e toda a comunidade do entorno. "Nós não podemos entrar na casa de todo mundo, então precisamos que cada um tenha consciência para combater os focos na sua própria casa. A dengue mata e mais de 90% dos focos estão nas casas. Precisamos que o aluno multiplique a informação com sua família para evitarmos uma epidemia na cidade”, frisa Marcelo.

Também participaram Cátia Mello, coordenadora do PSE, e Sílvio Pinheiro, supervisor geral do CCZ.

terça-feira, 21 de maio de 2019

Prefeitura vai promover Esportes Náuticos na Lagoa de Cima



No próximo dia 1º de junho, Prefeitura de Campos vai lançar o Projeto Esporte Náuticos, que durante a semana será direcionado para aulas a moradores da localidade

Um dos principais pontos turísticos de Campos, a Lagoa de Cima vai ficar ainda mais atrativa para quem busca prática de atividade física.  A Prefeitura de Campos, através da Fundação Municipal de Esportes (FME), e o Rema Campos vão lançar no dia 1º de junho, às 9h, o projeto Esportes Náuticos. Inicialmente serão oferecidas 100 vagas para moradores da localidade para aulas de canoa canadense, canoa havaiana, stand up, barco de remo e caiaque. 

O projeto prevê quatro turmas, de terça a sexta-feira sendo de 8h às 11h e de 13h às 17h, com monitoramento de quatro professores sob a coordenação do presidente do Rema Campos, Dimisson Nogueira. Os interessados poderão se inscrever a partir do dia 1º, na Estrada de Lagoa de Cima, s/nº, no antigo Tarrafas Bar. 

— A proposta do prefeito Rafael Diniz é massificar o esporte em todo o município e Lagoa de Cima é um dos grandes cartões postais do município, com grande potencial turístico e está a 22 km do Centro de Campos e desenvolver uma atividade esportiva só vem a fortalecer esse vínculo com a comunidade, ajudando também a desenvolver a conscientização ambiental — destacou o presidente da FME, Raphael Thuin.

No ato da inscrição é necessário apresentar cópia da carteira de identidade ou certidão de nascimento, comprovante de residência, declaração da escola, atestado médico e duas fotos 3x4.A Fundação Municipal de Esporte oferece 53 modalidades esportivas em 56 locais diferentes. São atendidas cerca de 19 mil pessoas.

Ascom-PMC

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Campos intensifica ações de combate ao Aedes a partir desta sexta (17)



Neste primeiro dia, os agentes de diversas secretarias vão estar em Travessão, KM 13, KM 15 e Jardim Aeroporto


Nesta sexta-feira (17), a Prefeitura de Campos dá início aos mutirões de combate ao mosquito Aedes aegypti - transmissor da chikungunya, dengue e zika. Os trabalhos serão realizados às sextas-feiras, a partir das 8h, por agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Superintendência de Limpeza Pública (Sulimp), Superintendência de Postura e Secretaria de Desenvolvimento Ambiental. O primeiro mutirão será em Travessão, KM 13, KM 15 e Jardim Aeroporto com expectativa de visitar mais de 12,3 mil imóveis. 


O diretor do CCZ, Marcelo Sales, ressalta que o critério para início das ações foi o resultado do segundo LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti) do ano de 2019, realizado durante a última semana, com índice de 4.4%, sendo considerado de alto risco. 

— Vale ressaltar que o CCZ mantém durante o ano todo o trabalho de visitas regulares. A maior parte dos focos do Aedes foi encontrada em residências habitadas, sendo: 45% em vasos de plantas, 16,4% em ralos sem uso frequente, lajes e calhas, só ai já totalizando 61,4%, o que caracteriza que o perigo está dentro das nossas casas e portanto precisamos nos dedicarmos mais nas medidas preventivas. É extremamente importante que a população colabore com ações, tanto no recebimento da visita dos agentes quanto diariamente, revisando seus quintais — frisou Marcelo Sales.

Ainda segundo o diretor do CCZ, independente do LIRAa, já estava programado um grande mutirão para esta sexta no distrito de Travessão, área que concentra hoje o maior número de casos de chikungunya no município. 

O município também concentra esforços em busca da adesão de toda a sociedade na batalha contra o Aedes aegypti. Nessa quarta (15), representantes da secretaria de Educação e CCZ se reuniram para definir detalhes da campanha "Campos contra o Aedes aegypti", que mobilizará escolas rede municipal no combate aos focos do mosquito. A princípio, participarão 15 unidades de diferentes áreas do município.



quarta-feira, 15 de maio de 2019

Carla critica campanha extemporânea e diz que reverterá Machadada no TSE




A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), se manifestou em um grupo de WhatsApp sobre os recentes fatos políticos eleitorais do município. No dia seguinte à divulgação do convite do governador Wilson Witzel ao vereador oposicionista Franquis Areas (PR) para ser candidato a prefeito pelo seu partido, o PSC (aqui), Carla disse: “Ao invés de estar fazendo politicagem barata, campanha eleitoral extemporânea, tirando fotos em encontros outros para dar uma conotação de apoio político de forma antecipada, eu estou trabalhando”. A prefeita também falou sobre sua situação na operação Machadada e de adversários políticos também com pendências na Justiça Eleitoral.
Há muito tempo sem falar sobre a Machadada, a prefeita voltou a mostrar confiança em reverter no Tribunal Superior Eleitoral a condenação a oito anos de inelegibilidade, a contar de 2012, aplicada pelo juízo de primeira instância e confirmada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Além de Carla, também foram condenados o vice-prefeito Alexandre Rosa (PRB), o ex-prefeito Neco (MDB) e o vereador Alex Firme (PP). Porém, a inelegibilidade está suspensa, por uma decisão monocrática do TRE (aqui), até a decisão do TSE.
— Estou com muita vontade que o processo seja colocado em pauta no TSE e, com a imparcialidade desse órgão, essa história será definitivamente encerrada. (...) Todos sabem aqui como a nossa ação aconteceu, a montagem que foi feita e por quem foi engendrada. Esse teatro foi montado na campanha de 2012, quando eu nem era candidata — escreveu Carla, que também citou o caso do edifício Sunset, no qual seus opositores foram acusados de buscarem dinheiro às vésperas do pleito de 2012, mas a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) foi considerada improcedente (aqui).
Ainda com relação à Justiça Eleitoral, Carla lembrou da ação movida pelo Psol que pede a cassação dos mandatos dos deputados estadual Bruno Dauaire (PSC) e federal Wladimir Garotinho (PSD), por abuso do poder econômico e compra de votos na Penha, em Campos. A prática é atribuída pelo partido a Paulo Henrique, também réu na ação. Mais conhecido com PH, ele foi candidato a vereador em 2016, condenado na Chequinho, chegou a ser DAS na gestão Rosinha Garotinho (Patri) e continua nomeado no gabinete de Bruno. “A coisa tá muito complicada”, afirmou Carla, acrescentando que estão inelegíveis adversários políticos seus, como o ex-prefeito Betinho Dauaire e o ex-governador Anthony Garotinho.
Carla também comentou sobre a avaliação positiva dos seus dois primeiros governos. “Deixei R$ 66 milhões em caixa para terminar as obras que deixei em curso e quando retornei, as encontrei paralisadas e com mais de 200 milhões de dívida. Tenho muito serviço à frente e conseguimos reequilibrar as finanças do município e a cada dia temos obra realizada e ações de governo”.

Folha da Manhã

terça-feira, 14 de maio de 2019

HGG se torna referência em cirurgias para retirada de cálculo renal



Nesta segunda-feira (13), a unidade recebeu equipamento — único da rede pública no Norte Fluminense — que vai agilizar cirurgias deste tipo. Procedimentos começam em 10 dias


A Prefeitura de Campos, através da Fundação Municipal de Saúde (FMS), entregou, nesta segunda-feira (13), um Gerador de Laser para cirurgias de retirada de cálculo renal — Ureterolitotripsia a laser — no Hospital Geral de Guarus (HGG). O aparelho, adquirido com recursos próprios do município, é de última geração e o único disponível na rede pública de Saúde da região. Sendo instalado na unidade, o gerador deve entrar em funcionamento em cerca de 10 dias.

— É sempre importante investir na qualidade da Saúde de Campos, como determina o prefeito Rafael Diniz. O Gerador de Laser vai ajudar em um tratamento em que recebemos muitos pacientes. Vai agilizar as cirurgias no HGG. Estamos fazendo todas as adequações necessárias no centro cirúrgico para iniciar a utilização do aparelho - disse Abdu Neme, secretário de Saúde e presidente da Fundação Municipal de Saúde. 

O coordenador do serviço de Urologia do HGG, o médico Felipe Dias Martins, contou que na rede pública, o aparelho é utilizado apenas no Hospital Federal de Ipanema. Nos hospitais particulares do país, a cirurgia com este equipamento tem custo médio de R$ 12 mil.  

— Por ser a laser, a recuperação é bem mais rápida. Assim, o paciente não precisa mais ficar de cinco a 10 dias no hospital, podendo ir embora geralmente no dia seguinte. O Gerador de Laser identifica todos os tipos de cálculo renal, sendo um tratamento mais completo. Mesmo com uma demanda muito grande, nossa expectativa é operar todos os pacientes de uma forma muito mais rápida — disse Felipe Dias Martins, contando também que a máquina pode realizar de cinco a seis cirurgias por dia.   

Investimentos - No mês de abril, o HGG recebeu os novos equipamentos. Cinco Ventiladores Pulmonar Pressométrico e Volumétrico, que vão atender as necessidades do CTI da emergência: um Bisturi Eletrônico; um Lesometro Digital; dois Autorefletores; e um aparelho de Eletrocefalograma, que pode detectar vários problemas neurológicos. 

A Prefeitura de Campos obteve a liberação de R$ 8 milhões, através do Fundo Municipal de Saúde e de emendas parlamentares, para qualificar ainda mais as estruturas das duas unidades.  

segunda-feira, 13 de maio de 2019

Audiências Públicas na Câmara de Campos






A Câmara Municipal de Campos realizará Audiência pública, na próxima quarta feira, dia 15 de maio, às 15 horas para apresentar o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2020 atendendo aos requisitos da LRF. Dia 23 de maio, às 10 horas haverá outra audiência pública com o mesmo tema, com a participação da sociedade organizada. Os interessados deverão se inscrever na assessoria do plenário do Legislativo portando os documentos de identidade, CPF, cópia registrada do estatuto da ata de fundação e da eleição da atual diretoria.

Caso presidente não possa comparecer no dia da inscrição e da audiência pública enviar ofício com identidade e CPF da pessoa a ser autorizada. As inscrições podem ser feitas das 9 às 15 horas na assessoria de plenário do Legislativo. Segundo o presidente da Casa, Fred Machado, o controle social do erário público é peça base da LRF que para tanto, estabelece intensa agenda de debate popular e de publicidade das contas.

“Necessário se faz a realização de audiência pública da edilidade para debater o cumprimento das metas orçamentárias e patrimoniais do Executivo, O artigo 48 da Lei de LRF preceitua ampla divulgação dos orçamentos com a participação da sociedade organizada, pois em audiência pública, a proposta orçamentária será discutida com entidades representativas da população local AS inscrições podem ser feitas no prazo de dez dias úteis, após publicação do edital na assessoria do plenário e comissões da Câmara”, conclui Fred Machado.

A Câmara Municipal de Campos realizará outra audiência pública no mês de junho. Será no dia 10, às 9 horas com a finalidade de apresentar o relatório de gestão fiscal referente ao primeiro quadrimestre de 2019, em cumprimento a Lei de Responsabilidade Fiscal  -LRF, bem como o princípio da transparência na gestão municipal.



quarta-feira, 8 de maio de 2019

Câmara anuncia integrantes do Conselho de Ética



A Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes anunciou, na sessão ordinária desta terça-feira (7), os nomes dos integrantes do Conselho de Ética do Legislativo. Ficou definido como presidente o vereador Silvinho Martins (PRP), como vice Abu (PPS) e integrantes Cabo Alonsimar (PTC), Enock Amaral (PHS) e a vereadora Rosilane do Renê (PSC). Antes do anúncio, o presidente da Câmara, Fred Machado convidou o Major Daniel Frederico Ramires Bezerra, comandante do Batalhão da Polícia Rodoviária (BPRV), para falar do trabalho executado pela corporação.

Em seguida, Fred Machado convidou todos os presentes para as audiências públicas que serão realizadas neste mês de maio. A primeira audiência será no dia 15 de maio, às 15 horas, para apresentar o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2020, atendendo aos requisitos da LRF. Dia 23 de maio, às 10 horas haverá outra audiência pública com o mesmo tema, com a participação da sociedade organizada. 

Os interessados deverão se inscrever na assessoria do plenário do Legislativo portando os documentos de identidade, CPF, cópia registrada do estatuto da ata de fundação e da eleição da atual diretoria, das 9 às 15 horas.A próxima audiência será no dia 10 de junho,  às 9 horas, com a finalidade de apresentar o Relatório de Gestão Fiscal referente ao primeiro quadrimestre de 2019, em cumprimento a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), bem como ao princípio da transparência na gestão municipal.


Segundo turno
Foi aprovado, em segundo turno, o Projeto de Lei número 0010/2019, do Gabinete do Prefeito, que dispõe sobre a inclusão de ação no plano plurianual do Município de Campos para o quadriênio 2018 a 2021 e na Lei Orçamentária. De autoria da Mesa Executiva, foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei número 0016/2019, que revoga o Parágrafo Único do Art. 2º da Lei nº 8.731, de 20 de setembro de 2016 e altera os anexos I e II da Lei nº. 8.486 de 29 de outubro de 2013.
De autoria do vereador Cláudio Andrade foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei número 0014/2019, que dispõe sobre a obrigatoriedade dos estabelecimentos comerciais e financeiros no âmbito do município de Campos dos Goytacazes oferecer atendimento diferenciado para pessoas com deficiência auditiva.
De autoria do vereador Ivan Machado (PTB), o Projeto de Lei número 0007/2019, que denomina Rodovia Farmacêutico José Sovat Machado; e o Projeto de Lei número 0012/2019, que dispõe sobre a climatização e manutenção de equipamentos em estabelecimentos bancários em espaço de caixa eletrônicos, no âmbito do município de Campos dos Goytacazes, foram aprovados por unanimidade.
De autoria do vereador Jorginho Virgílio (PRP), foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei número 0011/2019, que dispõe no âmbito do município de Campos dos Goytacazes sobre a proibição de cobranças por estimativa das concessionárias fornecedoras de água, luz, gás.
De autoria do vereador Silvinho Martins (PRP), o Projeto de Lei número 0005/2019, que institui o “Dia Municipal da Fibromialgia” e a “Semana de Conscientização sobre a Fibromialgia” no município de Campos dos Goytacazes.
Primeiro turno
Em primeiro turno, foi aprovado o Projeto de Lei número 0006/2019, de autoria do vereador Ivan Machado (PTB), que institui no calendário oficial de eventos do município de Campos o Dia Municipal do Cirurgião Dentista.
Também foi aprovada a Emenda Modificativa, encaminhada pela Comissão de Constituição, Legislação, Justiça e Redação Final, ao projeto de Lei número 0006 – Dia Municipal do Cirurgião Dentista.
Objetos para tramitação
Para tramitação foi apresentado da Comissão de Constituição, Legislação, Justiça e Redação Final o Projeto Substitutivo ao Projeto de Lei número 0008/2019, que dispõe sobre o atendimento preferencial aos doadores de sangue, órgãos e medula óssea em Campos. Outro objeto é Projeto de Decreto Legislativo número 0030/2019, do vereador Fred Machado, que concede a Medalha Cidade de Campos ao Teatro Trianon.
Do vereador Ivan Machado (PTB) foi apresentado o Projeto de Decreto Legislativo número 0028/2019, que concede Ordem Municipal do Mérito ao Sr. Herval Gomes Monteiro Filho e da vereadora Joilza foi apresentado o Projeto de Decreto Legislativo número que concede a Ordem do Mérito João da Hora a Sra. Denair Ribeiro Soares.
Também foi encaminhado como Objeto para tramitação, o Projeto de Decreto Legislativo número 0026/2019, que concede a Ordem Municipal do mérito Sr. José Carlos Batista e Ordem do Mérito Sergio Diniz a Sra. Sana Gimenes Alvarenga Domingues, ambos de autoria do vereador José Carlos (DC).
Dois projetos encaminhados são de autoria do vereador Silvinho Martins (PRP). O Projeto de Lei número 0025/2019 dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de ar condicionado em meios de transporte coletivo de passageiros, no âmbito do Município de Campos e o Projeto de Decreto Legislativo número 0029/2019, concede a Medalha Cidade de Campos ao Serviço Social do Comércio do Rio de Janeiro – SESC-RJ.
*Por Márcia Lemos - Câmara Campos


terça-feira, 7 de maio de 2019

Câmara de Campos realizará três Audiências Públicas neste mês de maio




A Câmara Municipal de Campos realizará três audiências públicas neste mês de maio. A primeira será no dia 10, às 9 horas com a finalidade de apresentar o relatório de gestão fiscal referente ao primeiro quadrimestre de 2019, em cumprimento a Lei de Responsabilidade Fiscal- LRF, bem como o princípio da transparência na gestão municipal.

A segunda Audiência, será no dia 15 de maio, às 15 horas para apresentar o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2020 atendendo aos requisitos da LRF. Dia 23 de maio, às 10 horas haverá outra audiência pública com o mesmo tema, com a participação da sociedade organizada. Os interessados deverão se inscrever na assessoria do plenário do Legislativo portando os documentos de identidade, CPF, cópia registrada do estatuto da ata de fundação e da eleição da atual diretoria.

Caso presidente não possa comparecer no dia da inscrição e da audiência pública enviar ofício com identidade e CPF da pessoa a ser autorizada. As inscrições podem ser feitas das 9 às 15 horas na assessoria de plenário do Legislativo. Segundo o presidente da Casa, Fred Machado, o controle social do erário público é peça base da LRF que para tanto, estabelece intensa agenda de debate popular e de publicidade das contas.

“Necessário se faz a realização de audiência pública da edilidade para debater o cumprimento das metas orçamentárias e patrimoniais do Executivo, O artigo 48 da Lei de LRF preceitua ampla divulgação dos orçamentos com a participação da sociedade organizada, pois em audiência pública, a proposta orçamentária será discutida com entidades representativas da população local AS inscrições podem ser feitas no prazo de dez dias úteis, após publicação do edital na assessoria do plenário e comissões da Câmara”, conclui Fred Machado.

segunda-feira, 6 de maio de 2019

Campanha Maio Amarelo começa 2ª e ações serão estendidas ao longo do ano



Em 2018, 5.597 deram entrada no Hospital Ferreira Machado vítimas de acidentes de trânsito. Somente em janeiro de 2019, 480 feridos deram entrada no mesmo hospital.

Com duas blitzen no Centro da cidade, a Prefeitura de Campos dá início, neste dia 6 (segunda-feira), à campanha Maio Amarelo, que visa conscientizar a população sobre o número de feridos em acidentes de trânsito. Com o tema “No trânsito, o sentido é a vida”, as ações especiais foram montadas pelo Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) com apoio da Guarda Civil Municipal. Segundo a organização Mundial de Saúde (OMS), os acidentes de trânsito são atualmente a principal causa de morte entre crianças e jovens com idades entre 5 e 29 anos. Por determinação do prefeito Rafael Diniz, para auxiliar na luta em prol da diminuição dos índices, a campanha será ampliada e terá ações ao longo do ano.

O Maio Amarelo complementa as ações já realizadas diariamente na cidade, através do programa Agentes Educadores de Trânsito, criado ano passado. Mas ainda é necessário garantir a atenção dos motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres quanto ao respeito às leis de trânsito, como reforça o presidente do IMTT, Felipe Quintanilha.

— Ao longo do mês, serão realizadas abordagens com motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres em 24 pontos diferentes da cidade, inclusive em distritos, nas áreas com mais fluxo, como avenidas e cruzamentos. A campanha é importante para reforçar o que já fazemos todos os dias, uma vez que temos em ação na cidade desde o ano passado um programa inovador de educação, que são os agentes educadores — detalhou Felipe.

quinta-feira, 2 de maio de 2019

Campos tem melhor saldo de empregos dos últimos cinco anos














Campos fechou o primeiro trimestre de 2019 com o melhor desempenho em contratações com carteira assinada dos últimos cinco anos. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ligado à secretaria do Trabalho do Ministério da Economia e mostram o município na contramão em relação ao Estado do Rio de Janeiro, que tem a maior taxa de desemprego do país, segundo dados do IBGE. Segundo a Prefeitura, a expectativa é que com o bom resultado nos primeiros três meses, o ano seja fechado com saldo positivo, o que não ocorre desde 2014.
A Prefeitura informou que realiza ações desde o início do governo e, embora, desde 2015, houvesse mais demissões do que novas contratações no município, a cidade de Campos contrariou as estatísticas e mostrou recuperação nos últimos dois anos. Depois das taxas terem alcançado, em 2018, o melhor resultado do período, agora, o primeiro trimestre de 2019 alcançou o melhor saldo dos últimos cinco anos, tendo mais admissões do que demissões.
— Independente do cenário nacional, que era crítico e hoje apresenta melhorias, o governo Rafael Diniz vem realizando, desde seu primeiro dia de gestão, medidas de modernização, com incentivo aos diversos setores da economia, incluindo ações para reduzir a burocracia na abertura de novos negócios. Com isso, acreditamos que estamos no caminho certo — ressalta o superintendente de Trabalho e Renda, Rogério Matoso.
De acordo com a Prefeitura, os setores que mais puxaram para cima os resultados de Campos neste ano foram: a safra nas usinas de cana de açúcar (que integram a Indústria da Transformação), o setor de serviços (clínicas, hospitais, rede hoteleira, varejo e comércio), influenciados pela abertura de dois grandes supermercados na cidade e um shopping em Guarus.
Região fecha março com saldo positivo
Levando em consideração apenas os números de março, o Caged apontou que o Norte Fluminense fechou o mês com saldo positivo de 1.338 empregos. A informação foi publicada pelo professor e economista Alcimar Chagas no blog do economista José Alves Neto. Os números foram alavancados pelos resultados, principalmente, de Macaé e São João da Barra, na esteira da indústria no petróleo e do Porto do Açu, respectivamente. Campos também fechou o mês no azul, mas com resultados mais tímidos.
O campeão de empregos da região em março foi Macaé, com 3.377 contratações e 2.516 demitidos, com saldo de 861. Em São João da Barra, houve 590 admissões e 184 desligamentos (saldo de 406), enquanto em Campos, o número foi de 1.856 e 1.734, respectivamente (saldo positivo de 122). Apenas Quissamã (-25), Conceição de Macabu (-17), São Fidélis (-16) e São Francisco de Itabapoana (-6) fecharam o balanço no vermelho.
Setorialmente, destaca Alcimar, observa-se que a construção civil liderou a geração de emprego no acumulado na região com 3.100 vagas criadas, ou 91,9% do total. Destas, 65% forma criadas por Macaé, 28,4% e por São João da Barra. O setor de serviço vem a seguir com a geração de 1.710 vagas, ou 50,7% do total. Destas, Macaé foi responsável por 66,2% do total, Campos foi responsável por 25,1% e São João da Barra por 8,6%. A indústria de transformação eliminou 1.055 vagas e o comércio 408 vagas no acumulado do ano.
— Como podemos observar a região é muito dependente do emprego de natureza sazonal no setor de construção civil, enquanto a indústria de transformação e o comercio apresentam resultados negativos — destacou o economista e professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf).

terça-feira, 30 de abril de 2019

Campos reforça ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti



Com maior número de casos de Chikungunya, Travessão terá reforço de dois médicos na Unidade Pré-Hospitalar para atender pacientes com sintomas da doença.


A Prefeitura de Campos anunciou ações para o combate do mosquito Aedes Aegypti — transmissor da dengue, zika e chikungunya — na tarde desta segunda-feira (29). No auditório da sede da prefeitura, os representantes da Secretaria municipal de Saúde informaram que o município atravessa uma endemia nos casos de chikungunya, que merece o reforço das ações e também de uma atenção especial da população, que deve seguir passo a passo as orientações para evitar a proliferação do mosquito.   

O secretário de Saúde, Abdu Neme, disse que haverá o reforço de mais dois médicos na Unidade Pré-Hospitalar (UPH) de Travessão, para o atendimento aos pacientes, com os sintomas da arboviroses. Cerca de 70% dos casos de chikungunya registrados no município estão concentrados no distrito. Os bairros Parque Eldorado, Parque Guarus, Centro e o Parque Turf Club também figuram com bairros acometidos por chikungunya no mês de abril.     

— Nós vamos inovar na questão do combate ao Aedes Aegypti. O distrito de Travessão terá um reforço de dez agentes de endemias, que vão ficar locados na unidade de saúde. Quando aparecer um caso suspeito, os agentes irão entrar na residência do paciente e vão fazer uma vistoria minuciosa no local — revelou o secretário de saúde.   

Neste ano, já foram registrados 2 mil casos chikungunya. Em abril, até o último dia 25, foram 478. A diretora de Vigilância em Saúde, a médica infectologista, Andréya Moreira, enfatizou que o município vive um “período endêmico” que é diferente de uma epidemia. “Permanecemos com o vírus circulante, mantemos um número que não é o desejado, mas são dados que dá para conter. Vamos intensificar as ações para não chegar a uma epidemia”, disse Andréya. 

O diretor do Centro de Referência de Doenças Imuno-infecciosas, Luís José de Souza, informou que a unidade de saúde está sobre carregada, porque os pacientes procuram o CRDI, logo no inicio dos sintomas. “Nós pedimos a população para que nos primeiros sintomas da chinkungunya, procure a unidade de saúde mais próxima, lá eles vão ter o atendimento necessário. O paciente tem que procurar o CRDI preferencialmente, após os 14 dias iniciais quando está com dificuldades de levantar e andar”, finalizou Luís José.  

Também participaram do anúncio das ações, o secretário de Desenvolvimento Ambiental, Leonardo Barreto; o superintendente de Postura, Victor Montalvão; e o diretor do CCZ, Marcelo Sales.


quinta-feira, 25 de abril de 2019

Ibope: desaprovação de Bolsonaro cresce





                                                                    Bolsonaro – Divulgação

O Ibope divulgou, nessa quarta-feira (24), a quarta pesquisa sobre a avaliação do presidente Jair Bolsonaro (PSL). O novo levantamento, encomendado pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI), mostra o aumento da taxa insatisfação com o governo nos quatro primeiros meses do ano. Em janeiro, o índice dos que achavam a administração ruim ou péssima era de 11%, depois, em março, o índice subiu para 24% e agora chegou a 27%. Já as avaliações de ótimo ou bom eram 49% no primeiro mês do ano e caíram para 35%.

A maneira de governar do presidente é aprovada por 51% dos entrevistados e desaprovada por 40%. Segundo a pesquisa, 9% não sabem ou não responderam à pergunta Em relação à confiança, 51% dos entrevistados afirmaram confiar no presidente Jair Bolsonaro, enquanto 45% não confiam.

Quando o assunto é a aprovação do governo por áreas de atuação, as mais bem avaliadas são a segurança pública, em que 57% disseram aprovar as ações e políticas do governo, educação (51%) e meio ambiente (48%). Os pontos com avaliações mais baixas são: taxa de juros, em que 57% desaprovam as ações do governo, e impostos, com desaprovação de 56%.

A perspectiva de 45% dos entrevistados é que o restante do governo Bolsonaro seja ótimo ou bom, 25% esperam que seja regular, 23% acreditam que vai ser ruim ou péssimo e 7% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi feita entre 12 e 15 de abril e ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios. A margem de erro máxima estimada é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

Em março, o Ibope divulgou uma pesquisa (não encomendada pela CNI) sobre a aprovação do presidente. Os números de março foram: Ótimo/bom: 34%; Regular: 34%; Ruim/péssimo: 24%; Não sabe/não respondeu: 8%. (A.N.)Folha da Manhã

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Controladoria Geral do Estado lança Disque Rio Contra a Corrupção



Controlador -Geral do Estado, Bernardo Barbosa / Divulgação-Governo do Estado

A Controladoria Geral do Estado (CGE) inaugurou o Disque Rio Contra a Corrupção, um serviço telefônico onde a população pode denunciar anonimamente casos de corrupção envolvendo agentes públicos do Estado. O canal funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, pelo número (21) 2276-6556.

Segundo o controlador-geral do Estado, Bernardo Barbosa, o serviço será fundamental para aprimorar o trabalho que vem sendo realizado pela CGE.

— Nós estamos auditando contratos e fazendo investigações, mas com o Disque Rio Contra a Corrupção vamos receber informações de casos de irregularidades com mais rapidez e precisão. É imprescindível contarmos com o apoio de toda a população, que sofre os efeitos dos desvios de verbas, para atingirmos nosso objetivo de tornar o Estado do Rio mais íntegro — destacou Barbosa.

A iniciativa tem como objetivo dar ao cidadão fluminense uma nova arma para exercer o controle social e poder contribuir, pessoalmente, no combate à corrupção no Rio de Janeiro. As denúncias serão recebidas pela Ouvidoria e Transparência Geral do Estado, órgão subordinado à CGE, e as informações serão analisadas para que as devidas providências sejam tomadas.

Por meio do telefone podem ser denunciados atos de corrupção, como tentativa de suborno, desvio de dinheiro público, nomeação de funcionários fantasmas, entre outros. O custo será o de uma ligação normal para telefone fixo.

Fonte: Governo do Estado

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Ponto facultativo dias 18 e 22 de abril


Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 114 /2019


ESTABELECE PONTO FACULTATIVO NAS REPARTIÇÕES PÚBLICAS MUNICIPAIS NO DIA 18 DE ABRIL (QUINTA-FEIRA), E 22 DE ABRIL (SEGUNDA-FEIRA) E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.


 O PREFEITO MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições legais, nos termos do artigo 78, inciso IX, da Lei Orgânica do Município de Campos dos Goytacazes: CONSIDERANDO o feriado referente à “Sexta-Feira da Paixão” celebrado este ano no dia 19 de abril de 2019 (Sexta-Feira), conforme estabelecido na Lei Municipal nº 8.228, de 27 de maio de 2011 e o Feriado estadual referente ao “Dia de São Jorge” celebrado em 23 de abril (terça-feira) conforme lei estadual nº 5198, de 05 de março de 2008. DECRETA: Art. 1º Fica estabelecido Ponto Facultativo nas repartições públicas municipais no dia 18 de abril de 2019 (quinta-feira) e no dia 22 de abril de 2019 (segunda-feira); Art. 2º Os serviços essenciais, inclusive os atendimentos médicos, plantões médicohospitalares, funcionarão normalmente, sem interrupção, durante o Ponto Facultativo instituído no artigo anterior. Parágrafo único: As Unidades Básicas de Saúde ficam dispensadas do funcionamento. Art. 3º Este decreto entra em vigor na data de sua publicação.
PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES,
RAFAEL DINIZ - Prefeito

Pagamento do Defeso Municipal de Água Salgada será em 30 de abril

O benefício sairá antes do previsto com base em histórico de pagamentos,
 sempre realizados em maio


A Prefeitura de Campos vai pagar no próximo dia 30 de abril, o Defeso Municipal Água Salgada
 de 2019. O benefício será pago antes do período previsto com base em histórico de pagamentos
 anteriores. Em 2018, o primeiro pagamento ocorreu em 10 de maio. 

“A Prefeitura, por meio da secretaria de Desenvolvimento Humano trabalhou com toda sua equipe
 focada para conseguir adiantar o pagamento do benefício e vamos efetuá-lo ainda esse mês,
conforme pedido do prefeito Rafael Diniz”, frisou o secretário de Desenvolvimento Humano
e Social, Marcão Gomes.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social (SMDHS) recebeu em fevereiro
, da então Superintendência de Pesca e Aquicultura, listagem para avaliar quais pescadores
artesanais e trabalhadores de apoio à pesca artesanal solicitantes atendem aos critérios
 pré-estabelecidos. 

“Foram realizadas entrevistas, visitas para avaliação para que os requisitos legais sejam
cumpridos. O cronograma está em dia”, explicou Cristiana Versiani, diretora de Proteçã
o Social Básica da SMDHS.

A lista com os aptos a receberem o pagamento esse ano será publicada no Diário Oficial
do Município. O período defeso é a paralisação temporária da pesca para a preservação
das espécies. Em geral, se limita a um período fixo anual visando proteger a época de
reprodução ou de recrutamento. No caso do Defeso Municipal de Água Salgada, a espécie
 a ser preservada no período de março a maio é o camarão




terça-feira, 16 de abril de 2019

Governo Federal propõe salário mínimo de R$ 1.040 em 2020, sem aumento real

Hoje, o salário mínimo está em R$ 998. A atual fórmula de cálculo do reajuste 
foi fixada em 2007 e leva em conta o resultado do Produto Interno Bruto
 (PIB) de dois anos antes mais a inflação do ano anterior, medida pelo INPC.
Isso garantiu, nos momentos de crescimento da economia, que o ganho do salário
 mínimo superasse a inflação, ajudando a reduzir desigualdades e estimulando o
consumo das famílias. A regra, no entanto, também fez aumentar as despesas públicas
 acima da inflação nos últimos anos, o que contribuiu para a piora do resultado
 das contas do governo.
As estimativas são que cada R$ 1 de aumento no salário mínimo represente uma 
elevação de cerca de R$ 300 milhões nas despesas do governo federal.
O governo precisa colocar a previsão do reajuste do mínimo no projeto de Lei de 
Diretrizes Orçamentárias (LDO) do próximo ano porque o piso nacional é referência
 para o pagamento de benefícios previdenciários,assistenciais e trabalhistas. 
Mais de 65% dos benefícios pagos pelo INSS em janeiro de 2019 possuíam valor
de um salário mínimo, o que representa um contingente de 22,9 milhões de pessoas.
O secretário de Fazenda do Ministério da Economia,Waldery Rodrigues, disse que
 o governo ainda irá encaminhar para o Congresso Nacional a regra oficial de reajuste
 do salário mínimo para os próximos anos.“O aumento do mínimo contempla o INPC. 
Nós estamos colocando esse valor como uma previsão.Não é uma política do salário 
mínimo. O governo tem até dezembro para estabelecer a política do salário
 mínimo”, disse.
Fonte: O Globo